top of page
  • Writer's pictureNatureHub Brasil

Um papo com: Izabela Mendes, Fundadora da MetaGen, soluções de monitoramento de biodiversidade eDNA

"Nesse sentido, por meio da aplicação de abordagens inovadoras e não-invasivas de monitoramento do impacto na natureza, realizamos uma avaliação abrangente dos riscos e oportunidades, desempenhando um papel fundamental na promoção de soluções baseadas na natureza, contribuindo para a conservação da biodiversidade e para a sustentabilidade ambiental."



1. Qual é a sua formação e experiência em SBN (soluções baseadas na natureza)?


Sou bióloga, Mestre em Biologia de Vertebrados pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Doutora em Genética pela Universidade Federal de Minas Gerais. A minha entrada na graduação em Ciências Biológicas foi impulsionada pela minha paixão, inquietude e interesse em contribuir para a conservação da biodiversidade.


Na genética e na biologia molecular, encontrei uma forma de contribuir com a investigação ecológica de forma inovadora. Em 2021, inquieta e em busca de colocar em prática meu conhecimento e experiência para além de artigos científicos, fundei a MetaGen Soluções Moleculares, uma empresa especializada em fornecer serviços baseados em análises de DNA para proposição de soluções baseadas na natureza de forma inovadora.


2. Como você descreveria a proposta de valor da sua organização para alguém novo no setor?


A MetaGen Soluções Moleculares foi fundada em 2021 com a missão de propor as melhores soluções por meio da aplicação de abordagens baseadas no DNA. Nós auxiliamos clientes de diferentes setores na utilização de métodos e técnicas moleculares visando atender às necessidades de monitoramento ambiental em diversos contextos, que vão desde a conservação até as avaliações de impacto ambiental.


Nesse sentido, por meio da aplicação de abordagens inovadoras e não-invasivas de monitoramento do impacto na natureza, realizamos uma avaliação abrangente dos riscos e oportunidades, desempenhando um papel fundamental na promoção de soluções baseadas na natureza, contribuindo para a conservação da biodiversidade e para a sustentabilidade ambiental.


3. Quais são os números ou insights de mercado que mais entusiasmam você no espaço de SBN?


O aumento na conscientização ambiental global tem incentivado empresas e governos a buscar soluções baseadas na natureza para tentar mitigar grandes desafios ambientais, como as mudanças climáticas, perda de biodiversidade e degradação do ecossistema e isso é o que mais me entusiasma no espaço de SBN.


Falando de maneira mais específica, os investimentos em Infraestrutura Verde, o desenvolvimento dos mercados de Carbono e de Biodiversidade e os setores de Agricultura Sustentável e Energias Renováveis são os que mais me chamam atenção por evidenciarem de maneira clara que, de forma colaborativa e em direção a um objetivo comum, de desenvolvimento sustentável das nossas atividades, somos capazes de desenvolver tecnologias inovadoras para os problemas que nós, seres humanos, temos causado.


4. Quais são as principais dificuldades ou gargalos que, se resolvidos, podem e têm contribuído para o crescimento das SBN?


Atualmente, vejo que o desenvolvimento e crescimento das SBN podem ser impactados por diversas dificuldades. Uma delas e talvez a mais importante e impactante seja a falta de conscientização e educação. Nesse caso, acredito que uma parcela da culpa pode ser direcionada à comunidade acadêmica no geral, seja pela escassez ou ineficiência da comunicação de informações científicas de maneira acessível e compreensível para o público em geral. Acredito que a divulgação científica desempenha um papel fundamental na promoção do entendimento público da ciência, na promoção da alfabetização científica, na construção de pontes entre a comunidade científica e a sociedade, na conscientização e na aproximação da sociedade aos problemas, desafios e soluções encontradas em estudos realizados pela academia.


Uma outra importante dificuldade a ser mencionada é a existência de barreiras regulatórias e políticas, que muitas vezes não favorecem adequadamente a implementação de SBN e isso pode desestimular investidores e financiadores, além dos executores em seguir com projetos que se baseiam no desenvolvimento dessas soluções. Assim, criar políticas que incentivem práticas sustentáveis e removam barreiras burocráticas é fundamental.


Ainda, ainda existem grandes desafios de financiamento e tecnológicos para projetos inovadores que lidam, por exemplo, com serviços ecossistêmicos. Para superá-los é necessária uma abordagem integrada que envolva governos, setor privado, organizações não governamentais e comunidades locais. A colaboração e o compromisso são essenciais para promover a implementação bem-sucedida das SBN.


5. Você pode ajudar a esclarecer ou contextualizar uma palavra/conceito no espaço SBN que você acha que é frequentemente mal compreendido?


Acredito que o conceito e o correto entendimento de "serviços ecossistêmicos" sejam de suma importância e a chave na argumentação da importância das SBN. Os serviços ecossistêmicos nada mais são do que os benefícios diretos ou indiretos que os ecossistemas fornecem e que são apropriáveis pelos seres humanos, que vão desde bens tangíveis como a água potável, alimentos, serviços de regulação como a polinização, controle de doenças, regulação do clima, serviços de suporte, como a formação do solo e o ciclo de nutrientes até serviços culturais, como a recreação, beleza cênica e outros valores culturais.


A compreensão de tudo que os ecossistemas nos fornecem é fundamental para a promoção de práticas sustentáveis e para garantir que as nossas ações considerem e protejam os benefícios fornecidos pela natureza. Às vezes, a má compreensão e entendimento desse conceito podem levar à subvalorização dos serviços ecossistêmicos, resultando em decisões que prejudicam a saúde dos ecossistemas e, consequentemente, a qualidade de vida humana.


6. O que você gostaria de compartilhar com a comunidade NatureHub Brasil?


Como empreendedora dedicada às SBN, é importante lembrar (por mais clichê que seja), que o que plantamos hoje, seja literal ou metaforicamente, é um investimento para o futuro sustentável que todos almejamos. É importante ressaltar que o equilíbrio entre negócios, inovação e natureza é o que impulsiona a transformação. Assim, acredito que a comunidade NatureHub seja um espaço e um ecossistema em que possamos compartilhar experiências, desafios e nosso sucesso no desenvolvimento e implementação de SBN. Que possamos avançar e evoluir com coragem, visão e compromisso, de forma ambientalmente responsável e economicamente próspera.


 
🌱 Para acompanhar mais entrevistas com especialistas da comunidade NatureHub

70 views0 comments
interview
bottom of page